Jogo do Ano‎ > ‎

Jogo do Ano 2015 - La Granja

La Granja por Michael Keller e Andreas Odendahl 
-  JOGO DO ANO 2015 Spiel Portugal -

"This award came as a real surprise and we are very excited about it!
It's a real honor to be listed among the very great games that won the award in the last years! 
Thank you very much for the recognition!"


Spiel Portugal



Todos os anos faço as minhas apostas. Inconfessáveis, bastas vezes, por intuição ou mais fundamentadas.
La Granja foi uma intuição fundada. Intuição porque um nome que soa bem, aliado a uma boa arte, são os primeiros atrativos. Reformulando, trata-se de pura esperança de que o embrulho traga algo bom. A acrescentar
razão a este sentimento estava desde logo o nome da editora, que, apesar de recente, granjeou (ui o trocadilho!) já o respeito dos gamers. Depois de lidas as regras não tive mais dúvidas onde colocar as minhas fichas.
Nem todas, claro. Guardei algumas para um vital Kanban (ui, novo gracejo!) que rapidamente se equiparou à minha primeira aposta. E outras tantas para a nova proposta da WYG, a editora algodão (ui, ui!). Zhan Guo não enganou, claro!Confesso não ter guardado fichas para um tardio, no meu radar, Arkright! Um grande jogo em
todos os sentidos e a confirmação da Spielworxx, a primeira editora a colocar dois jogos nos 5 escolhidos de um dado ano. Nem para um Wir sind das Volk tão inesperado nas nossas escolhas quanto arrojado na abordagem dum tema tão apaixonante e tão próximo no tempo e no espaço.

    Viva o novo jogo do ano! Acabaram-se-me as fichas e os trocadilhos, vai uma musiquinha? 
    La, la, la, la, la. La, la, la, la… La Granja!
José Carlos Rôla


Em LA GRANJA os jogadores controlam pequenas explorações agrícolas que procuram desenvolver de forma a torná-las cada vez mais eficientes e lucrativas. Dito desta forma fica a sensação de dejá-vu. O quê? Um jogo económico com tema de agricultura? AGRICOLA?
Inevitavelmente, as comparações com agricola são muitas e ouvi mesmo alguém dizer algures que LA GRANJA é um AGRICOLA sem angústia. Eu não posso discordar mais. LA GRANJA é igualmente angustiante, mas é uma angústia diferente. Se no primeiro ( que também já foi Jogo do Ano Spiel Portugal) a angustia é mais visceral, mais ligada com o instinto de sobrevivência, mais primária... arranjar comida para comer senão morremos; em LA GRANJA a angústia é racional e não emocional, é a angústia de ter de planear e não ter nem tempo nem opções para o fazer, é a angústia de tomar decisões estratégicas. Não sendo profundamente complexo, é um jogo denso, carnudo, cheio de opções e com muitos caminhos para a vitória. 
Num ano em que os jogos económicos estiveram em grande (destaque para ARKWRIGHT e KANBAN), LA GRANJA ganha pelos seus próprios méritos.
Luís Costa


Tal como receava quando a equipa do Spiel Portugal me convidou para fazer parte do Júri do Jogo do Ano, atribuir a minha pontuação foi tudo menos fácil. Todos os candidatos estão, a meu ver, bastante acima da média da colheita de 2014. 

Para mim o outsider era claramente o Wir Sin das Volk. Desde logo por ser um jogo para dois jogadores o que restringe à partida, pelo menos no meu "grupo", o numero de vezes que iria à mesa. Tematicamente forte mas o handicap, (para mim), dos 2Players está lá.

Zhanguo um jogo com muito boa produção e mecânicas interessantes mas cuja mão inicial pode definir demasiado o outcome do jogo. Continuarei obviamente a jogá-lo sempre que possível.

Kanban: Automotive Revolution mais um excelente jogo de um grande amigo. Tema, mecânicas, a Sandra... muito bom, muito polido como é típico dos jogos do Vital. Tem de ir mais à mesa.

Arkwright o peso pesado da lista. A Spielworxx continua a apostar nos heavy games e fá-lo, com uma ou outra excepção, normalmente bem. Económico bem pesado que apenas as regras menos conseguidas e o tempo de jogo o poderão manter na caixa mais tempo do que o desejável.

O vencedor La Granja é também na minha opinião o mais equilibrado dos 5 a concurso. Tema sempre agradável, mecânicas interessantes como o uso das cartas de várias formas, simples de explicar, duração certa e muito bom de jogar mesmo depois de já ter ido à mesa mais de uma dezena de vezes.

O jogo "rouba" assumidamente algumas mecânicas utilizadas anteriormente noutros jogos mas os autores conseguiram uni-las de uma forma eficaz e que resulta no Jogo do Ano 2015 ! Parabéns Ode e Michael job well done!
Bruno Valério


    O “Jogo do Ano” Spiel Portugal pretende premiar jogos originais, estratégicos, exigentes e relevantes para a indústria. La Granja é tudo isso. E é também uma oportunidade única de premiar a sua editora, Spielworxx pela forma como tem seguido o seu rumo e apresentado jogos novos, diferentes, todos os anos. Arkwright merece também uma menção importante neste ano de 2014. A chancela de uma editora que arrisca, faz jogos para jogadores e tenta trazer algo novo todos os anos, começa a ser seguida com atenção. Os autores e editor devem estar muito orgulhos deste prémio. Nós, SpielPortugal, estamos.
Paulo Soledade


La Granja é o grande vencedor do Jogo do Ano Spiel Portugal, consensual, oleadinho, uma infusão de mecânicas num delicado motor de precisão alemão. A colheita de 2015 foi de Granja, caseira, sem aditivos, produto tradicional, DOC. 
Parabéns a todos os autores e editores nomeados, continuem a desenvolver grandes jogos, nós cá estaremos, para os avaliar, julgar, e acima de tudo jogar. 
Obrigado. 
Nuno Bizarro Sentieiro