Notícias‎ > ‎

“Vai ser bom, não foi?”

Publicado a 04/02/2014, 08:53 por Spiel Portugal


Passou velozmente a LeiriaCon 2014. Bem depressa! 

Este meu balanço não se desliga dessa sensação de fósforo riscado, a iluminar a noite num instante de magia. Porque este ano é mesmo difícil dissociar o evento do momento coletivo que vivemos todos. 

Um fim-de-semana fantástico, mas como ilha num oceano de preocupações. Um hiato de paz e paragem no bulício destes dias. 

Só possível porque os participantes assim o quiseram. Vieram menos mas ficaram mais. 

Chegaram caras novas ao ecrã da costumada maturidade da LeiriaCon. Terão crescido jogos e jogadores.

E de repente, quase de supetão, percebemos o que não questionámos. Chegamos ao hoje ainda como se de ontem se tratasse, enquanto olhamos o amanhã com aquela incerteza da paragem certa.

Pedem-me um rescaldo. E eu imagino-me num autocarro, olhando para fora por entre as cabeças e os sobretudos dos outros passageiros, tentando perceber se será esta a altura de me apear. Desço finalmente os degraus do dito “bus” e sei que não me enganei. E dou-me conta de que há outro autocarro para apanhar. Vejo-o vindo, leio o destino estampado na fronte mas não sei onde fica. 

E agora podia copiar os textos de anos anteriores, porque o que de bom acontece na LeiriaCon  repete-se ano após ano. Mudam os jogos, alguns jogos. Mudam os convidados de honra, alguns deles, sim. Há protótipos novos e clássicos velhos.

Para o ano há mais. E vai ser bom, porque este ano foi bom. Não foi?




Comments