Opinião‎ > ‎Blog de Notas‎ > ‎

2 Jogadores ou mais...

Publicado a 17/06/2011, 10:57 por Paulo Soledade   [ atualizado a 06/12/2011, 18:06 por Nuno Bizarro Sentieiro ]

Tenho jogado pouquinho conforme o último texto que publiquei ia dizendo. Ainda por cima, algumas das poucas vezes que tenho jogado têm-me calhado alguns pepinos por melões (aproveitando a moda dos pepinos...). No último mês joguei sobretudo jogos a 2 jogadores. Alguns funcionam mesmo melhor se jogados a dois, outros, nem por isso. Age of Industry funciona pouco bem a dois jogadores. O jogo padece primeiro que tudo da comparação com Brass. É difícil bater Brass em quase todas as categorias mas o Age of Industry apresentou-se ao público com a característica de ser jogável de 2 a 5 jogadores ao invés da fórmula mais fechada dos 3-4 de Brass. Mas não vão por aí. Os mapas são demasiado grandes para 2 jogadores e faltam caminhos (rails) para, unir os destinos. Aquilo que Brass tem de bom (e Age of Industry também terá) é a interacção que leva a que uns deixem para os outros fazerem ou a oportunidade desperdiçada pela falta de dinheiro. A dois jogadores falta tudo isto. Outro problema é o financiamento. Age of Industry traz um sistema de financiamento que não é bonito de se ver! A trapalhada que é ter empréstimos que se pagam a qualquer altura dá uma sensação de impunidade que o jogo não deveria ter.

Do lado mais brilhante, um jogo mais simples e, provavelmente, improvável: Taluva. Joga-se em regime de filler entre jogos de tamanhos decentes e torna-se numa experiência táctica ímpar a dois jogadores. Talvez seja este o seu melhor formato! Meia hora que vale a pena e que dá para aquecer o cérebro com os vulcões em erupção. Bom, bom.

2 Jogadores:
Age of Industry - 6/10
Taluva - 8/10

[comentários]