Opinião‎ > ‎Tabula Post‎ > ‎

Bem vindos a 2012

Publicado a 02/01/2012, 12:55 por Nuno Bizarro Sentieiro

Porque é que um certo jogo nos fica na retina e outro não? Porque será que em determinadas ocasiões nos lembramos de um jogo como se fosse a banda sonora do momento ou a nota de rodapé do acontecimento? 

Ou será que tal só ocorre comigo?

Neste fim de ano lembrei-me varias vezes de… Welcome to Walnut Grove! Jogo mais insuspeito era difícil.

Fosse eu instruído nas ciências do foro psíquico e poderia aqui tecer um conjunto de considerações a propósito. Poderia até dedicar-me à coisa e abrir um consultório com um grande sofá onde sentaria os gamers deste país. Ou talvez trocasse o sofá por uma mesa e aplicava-se uma terapia dois em um!

A minha explicação é simples. Começa no título e acaba, uma vez mais, na mesa.

À primeira impressão o título parece demasiado grande. À segunda também. Depois confirma-se. E até se amputa para Walnut Grove. E mesmo assim, não deixa de ser algo enrolado.

Mas é aquele “Welcome” que mexe comigo. E depois de jogar o jogo percebe-se que o nogueiral é um sítio bom para se viver.

Há crescimento, há progressão em Walnut Grove. As estações e os anos passam de forma serena, sem grandes complicações. As contas são fáceis, o pior dos problemas resolve-se bem.

No final dum ano chato, triste até e quando entra um outro que se apresenta com a mesma cara de caso, há um jogo que nos dá as boas vindas a um espaço e a um tempo diferentes.

O jogo não é nada de especial, mas senta à mesa a família, convida os amigos e põe-nos para cima. Parece um lugar de aconchego na tormenta. Não é, é só mais um jogo. Mas tem isso de especial.

Bom ano novo!