Top 5‎ > ‎2010‎ > ‎

Temas Improváveis

Prefiro a designação “imaginário” a “tema” e este top é capaz de ajudar a perceber porquê.

Já todos teremos sonhado criar um jogo e é natural que o primeiro pensamento ocorrido se relacione com uma determinada época, história ou ambiente que gostaríamos de poder “viver” num jogo.

Pois este top é sobre aqueles imaginários que eu, por uma razão ou por outra, dificilmente casaria com um jogo de tabuleiro.

Não se trata de nomear aversões a temas mas sim de escolher aqueles jogos que, de entre os mais conhecidos, jogados ou não, se apresentam com um imaginário para mim pouco provável.

1 – Carson City. O velho far-west é um imaginário tão forte, tão formatado por filmes e banda desenhada, que eu nunca o poria num tabuleiro!

2 – Dungeon Lords. Um jogo sobre masmorras e o fantasioso mundo que, pelos vistos, é possível associar-lhes, não lembra a ninguém. Ou melhor, não me lembraria a mim.

3 – Mr. Jack. Mito ou realidade, a verdade é que parece que estas temáticas colhem muitos adeptos. Mas eu, se me tentar imaginar naquele cenário, não sinto qualquer afinidade ou entusiasmo.

4 – Reef Encounter. Corais! Peixinhos! Algas e águas límpidas?! E depois? O jogo pode até ser bom, mas o tema nem em filmes ou livros…

5 – Fresco. Até se joga e até me consigo pensar naqueles ambientes medievais ou renascentistas. Pôr isso num jogo de tabuleiro como tema, “tout court”, é que é pedir muito…


Comments