Sobre nós‎ > ‎

Paulo Soledade



Perfil

Fico sozinho com facilidade, 
Gosto de silêncio cada vez mais (as coisas que as crianças trazem...)
Fumador não praticante,
Bebo na óptica do utilizador e gosto de comer.
Sporting sempre.

Sobre os jogos tenho uma máxima que devo ter roubado de alguém: "A jogar é que a gente se entende"
Gosto de consumir jogos em dentadas vigorosas.
Quase sempre tenho opinião sobre a maioria das coisas todas.
De quando a quando mudo de opinião sobre quase tudo - sobretudo dos jogos.

          Foto: De Silveren Spiegel (Amsterdão, Julho 2007)

Vivo com a Ana, a Maria e o Miguel, por esta ordem. Trabalho para poder jogar e jogo para um dia vir a trabalhar.

As viagens funcionam como um objectivo de vida. A Europa vou conhecendo. Quero chegar ao Japão e à Austrália. É longe, bem sei, mas temos de sonhar assim - em grandes doses de caminho.

Jogos da minha vida são uns tantos. O top 10 é só mesmo uma lista que tem de existir. Demasiadas vezes fica desactualizada da cintura para baixo (agora mesmo foi mudada!). Da cintura para cima digamos que é mais segura. 



Opinião



Top 10

  1. Imperial
  2. Brass
  3. Paths of Glory
  4. Liberté
  5. Agricola
  6. Princes of the Renaissance
  7. Giants
  8. Maria
  9. Here I Stand
  10. Kremlin


Ludoteca Ideal

Mas os jogos mais importantes são mesmo os que ficam no coração. E não tenho nenhuma razão objectiva para alguns deles: Puerto Rico, Colonos de Catan, Power Grid ou Monopólio e Petróleo. Ficam no coração como ficaram - e ficam - alguns sítios, algumas pessoas, alguns filmes, algumas coisas...


Contacto