Jogo do Ano

O Desafio


"Milhares de jogos, centenas de editoras e de designers, milhões de opções, UM vencedor - eis o Jogo do Ano. 

A escolha democrática de um colosso estratégico, com a garantia de qualidade spielportugal é apresentada anualmente à comunidade e ao mundo. Se procuras um desafio à altura das tuas exigências, é este o teu espaço. O spielportugal tem como missão escolher aquele que foi o melhor jogo de cada ano. 

Sempre um jogo à nossa medida e da nossa estirpe: forte, raçudo, denso e estimulante. Garantidamente!!!"

O Troféu





“Jogo do ano” é o prémio que o SpielPortugal criou de maneira a distinguir aquele jogo que se destaca sobremodo de entre os editados ao longo do ano.

Cada elemento do SpielPortugal escolhe dez jogos da sua preferência. De entre todos os enunciados saem os cinco nomeados do ano que, jogados uma vez mais, são avaliados por cada um segundo parâmetros definidos, a saber: produção (15%); tema (10%); mecânicas (10%); rejogabilidade (10%); interacção (5%); tempo/diversão (50%). 
Foi desta maneira que desde 2006 foram sendo encontrados os diversos jogos do ano, que hoje consolidam o prestígio e a fiabilidade desta iniciativa.

O “jogo do ano” é sempre um grande jogo!


Vencedores

  • 2015 - La Granja - Michael Keller e Andreas Odendahl
  • 2014 - Nations - Rustan Håkansson, Nina Håkansson, Einar Rosén e Robert Rosén
  • 2012 - Keyflower - Sebastian Bleasdale e Richard Breese
  • 2010 - TroyesSébastien Dujardin, Xavier Georges e Alain Orban
  • 2009 - Maria - Richard Sivél
  • 2007 - Brass - Martin Wallace


Hall of Fame




    
Maria