Opinião‎ > ‎Tabula Post‎ > ‎

Mais, mais!

Publicado a 01/01/2014, 12:26 por José Rôla   [ atualizado a 01/01/2014, 13:31 por Nuno Bizarro Sentieiro ]
Mais umas festas felizes, no final dum ano muito feliz! E entremeadas com belos jogos!



Brugge é um Feld simples, parco em pontos e fora do habitual nos grandes títulos do homem. Depende muito da sorte das cartas, é certo, mas não incomoda demais porque o resto é prazeroso. Aprende-se rápido e joga-se em tempo aceitável. Um bom título para aquelas ocasiões em que a mesa pede algo menos elaborado.










Craftsmen foi uma agradável surpresa! O tamanho da caixa dá a entender um joguito para entreter intervalos, mas na verdade trata-se dum sólido “worker placement”, demorado e trabalhoso.
As regras podiam estar bem melhor escritas e tal facto quase arruinava a coisa, não fora termos  4 horas para desbravar aquilo! O jogo tem aspetos que atrapalham e adivinham-se mais algumas coisas menos boas (a confirmar ou desmentir numa próxima oportunidade) mas a verdade é que o jogava de novo sem pestanejar…





Concordia é um Gerdts de boa colheita. Elegante, fluido, intuitivo e desafiante. Um daqueles raros jogos cujas regras se podem reduzir a um post-it e, também por isso, o interesse em trazê-lo à mesa de quando em quando não deverá esmorecer ao longo dos anos.



Russian Railroads é estranho. Depois de uma experiência a dois que me deixou algo desapontado, dei-lhe uma oportunidade a três. O jogo é mau? Não. O jogo é difícil? Não. Demora de mais? Nada disso. Tem coisas menos boas? Sim, mas até posso relevar isso. Então? O que me incomoda? Jogá-lo! É um tédio. Devo estar a ver mal qualquer coisa, mas a verdade é que não sinto prazer a jogar aquilo, morro de aborrecimento!






Pelo meio ainda houve tempo para o Crokinole da ordem, um 7 Wonders, um Metropolys e um Coal Baron. Belo foguetório de final de ano!
Bom 2014 para todos!