Top 5‎ > ‎2009‎ > ‎

Jogos de há 20 anos atrás



Em breve faço 40 anos e cada vez me sinto mais velho e nostálgico. Que grandes jogos se jogavam nesses tempos. Dos jogos que aqui aparecem só tive a oportunidade de jogar três deles. Encontrar jogos era coisa difícil naqueles tempos. Mas, imaginando um pouco, este seria com certeza o meu Top 5 dos jogos há 20 anos atrás. Jogos para homens de barba rija ;) Jogos que quanto mais velhos melhores são, como um bom tinto, como um Ford GT40 ...

CIVILIZATION. De 1980. E quem é que não o conhece? Naqueles tempos encontrar jogos sérios em Portugal era tarefa bem difícil. Mas este veio parar-me às mãos por um golpe de sorte. Proporcionou-me grandes jogatanas que só acabavam à hora do pequeno almoço. Ah! Que saudades! Hoje em dia já ninguém deve jogar esta preciosidade. Poucos se atrevem a jogar coisas que demorem mais de 6 horas. É uma pena! Pois continua a ser um magnífico jogo! Um dos melhores mesmo!


DUNE. De 1979. Um jogo perfeito para se ser sacana! Pouco tempo depois do Civilization surgiu esta obra prima no meu grupo de jogo. E surgiu por acaso. Nessa altura o meu grupo de jogo tinha visto o filme do David Lynch e depois alguns de nós leram o livro de Frank Herbert. Duas relíquias. Foi então que um amigo meu se deslocou a França e apareceu-lhe pela frente uma caixa num qualquer montra com a palavra ‘Dune’! Fez ‘riiiing’ na cabeça dele. Passados uns dias lá estava o Dune na mesa a rir-se sarcasticamente para nós, como que a dizer: ‘vocês vão-se esfolar uns aos outros! Uuaaaoohh! Aaah! Aaah! Aaaah!’. E foi o que aconteceu. Se o grupo já sofria de picardias sem jogos, imagine-se o aconteceu a jogar Dune: sangue!


KREMLIN. De 1986. Esta outra relíquia vi-a nesses tempos longínquos no mesmo local onde comprei o Civilization. E ficou-me na retina. Na altura não o pude comprar por falta de carcanhol. Algum tempo depois voltei a passar por lá e o jogo já não estava na montra. O tempo veio provar-me que me iria arrepender de o não ter comprado quando pude. Quem será que tem aquele magnífico exemplar? De certeza que se o tivesse comprado haveria mais sangue no meu grupo de jogo. Que pena! Contudo, para minha alegria, joguei-o recentemente aqui com a malta do Spiel. E foi pura diversão. Até saiu do esquecimento e já consta no Top 10.


1830: THE GAME OF RAILROADS AND ROBBER BARONS. De 1986. Do mesmo autor do Civilization. Com certeza um inspirador dos muitos jogos sobre comboios que há por aí hoje em dia. Este, infelizmente nunca o vi à venda cá em Portugal. Mas de certeza que naqueles tempos se o tivesse visto tê-lo-ia comprado. Mas aqui a malta do Spiel tem tudo o que é bom, e assim também já tive a oportunidade de o jogar. O que mais me atrai neste jogo é o mercado bolsista - um magnífico mecanismo de valorização/desvalorização de acções. Do melhor que há. Mas, dizem os ‘Eurogamers’, tem muito ‘down time’. Temos pena, como diz o outro. Eu disse que estes jogos eram para homens de barba rija ;)


SUPREMACY. De 1984. Supre ...quê? Perguntarão vocês. Sim Supremacy. Como disse, na altura era difícil encontrar jogos em Portugal, e tudo o que vinha à rede era peixe. Dizem que é um Risco avançado. E é, mas, mesmo muito avançado. Tem exércitos, barcos, ataques anfíbios, ataques aéreos, bombas atómicas, satélites anti-nuke, bloqueios navais, matérias primas, um mercado bolsista dessa matérias primas, tem dados, etc, etc... Enfim muita coisa. Mas, como eu sou um ‘house ruler’ do catano acrescentei-lhe ainda mais coisas: potências regionais, influência política, um mercado bolsista bastante melhorado, e coisas de que já nem me lembro. E consta neste Top 5 porque foi jogado, e não estou a exagerar, umas 100 vezes; até ponto em que todos já sabiam que se ao 3º turno não tivessem bombas atómicas iam para casa mais cedo. Este também provocou muito sangue no seio do meu grupo de jogo.

Comments